Condenado apresenta-se na cadeia de Évora e é mandado embora em liberdade

A defesa de Manuel Guiomar justifica que a escolha do Estabelecimento Prisional de Évora se deveu ao facto de o arguido ter familiares na zona.

Manuel Guiomar, um dos três arguidos condenados no processo Face Oculta, apresentou-se esta terça-feira no Estabelecimento Prisional de Évora, mas passado uns minutos foi mandando embora em liberdade, uma vez que o ex-funcionário da Refer não se inscreve nos requisitos necessários para ser detido nesta cadeia, destinada a elementos de forças de segurança ou políticos.

De acordo com a advogada de Manuel Guiomar, Poliana Ribeiro, a escolha do Estabelecimento Prisional de Évora deveu-se ao facto de o arguido ter familiares na zona.

"O motivo também de virmos para aqui era também não só pelo tipo de processo que se trata, mas também pelo facto de o senhor ter familiares aqui em Évora. Assim sendo, vamos ver aquele que seja mais perto e mais adequado para o tipo de criminalidade que está em causa."

Poliana Ribeiro avança que Manuel Guiomar se vai apresentar esta quarta-feira num outro estabelecimento prisional: "Talvez Castelo Branco."

LER MAIS:

- Armando Vara tem três dias para se apresentar às autoridades

- Falta de elementos no processo Face Oculta adia prisão de Armando Vara

- Tribunal Constitucional rejeita recurso de Armando Vara

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados