almoços gratis

Mandato da PGR "não pode ser eternizado", diz Carlos César

Carlos César assegurou que o Governo vai ouvir todos os partidos acerca da nomeação do próximo Procurador-Geral da República.

Almoços Grátis

O líder parlamentar do PS, Carlos César, faz "uma apreciação positiva" do trabalho de Joana Marques Vidal à frente da Procuradoria-Geral da República, mas sublinha que "o mandato não pode ser eternizado".

Durante o programa da TSF "Almoços Grátis", o presidente dos socialistas sublinhou que "não resulta da legislação em vigor a obrigatoriedade de um mandato único", mas assumiu que tem "uma posição preferencial para que exista um mandato único".

Por seu lado, o social-democrata Luís Montenegro defendeu que a nomeação do próximo Procurador-Geral não deve "merecer clivagem no debate político", mas lembrou que a oposição tem um papel importante na discussão: "É de bom-tom que o Governo possa ouvir o PSD".

Em resposta a Luís Montenegro, Carlos César assegurou que o Executivo ouvirá todos os partidos, apesar da decisão final caber ao Governo e ao Presidente da República: "É um processo que terá a sua formalidade, que deverá ter a publicidade adequada, saber-se-á, certamente, quando e onde serão ouvidos [os partidos]."

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Ouça o programa Almoços Grátis com Carlos César e Luís Montenegro na íntegra

Com Anselmo Crespo

Sara Beatriz Monteiro