Lisboa assina acordo para empréstimo de 250 milhões do BEI

O acordo foi assinado, esta tarde, por Fernando Medina e pelo presidente do Banco Europeu de Investimento (BEI).

Lisboa é o primeiro município da União Europeia (UE) a beneficiar diretamente do apoio da UE ao abrigo do Plano de Investimento para a Europa.

Esta segunda-feira, a autarquia da capital e o Banco Europeu de Investimento (BEI) assinaram a primeira 'tranche' de 100 milhões de euros de um empréstimo de 250 milhões de euros, que pretende contribuir para a "regeneração urbana da cidade e apoiar o crescimento e a competitividade" de Lisboa, pode ler-se na nota distribuída pelo gabinete de imprensa do BEI.

"Lisboa irá beneficiar do Plano de Investimento para a Europa, que inclui um empréstimo do BEI no montante de 250 milhões de euros. O programa, para o período 2016-2020, abrange três eixos, sendo a primeira prioridade o plano de drenagem, seguido da regeneração urbana e da habitação social", disse Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa.

O empréstimo, a 20 anos, vai fazer parte de um investimento total de 530 milhões de euros, na capital, durante os próximos quatro anos O restante investimento será feito pela autarquia e por investidores privados.

"Um plano que representa cerca de 530 milhões de euros de investimento. Investimentos que significam mais 37 escolas, sete creches, mais lugares de estacionamento, 26 espaços verdes, mais 400 fogos de habitação social e intervenção em 26 bairros", assinalou, entre outras áreas de intervenção, o primeiro-ministro, António Costa.

De acordo com BEI, o investimento vai servir ainda para apoiar a renovação de espaços públicos ou escolas, tendo também, de acordo com o comunicado distribuído pelo gabinete de imprensa, um "forte foco na inclusão social".

"Reduzir a exclusão social pela promoção da habitação social é um dos principais objetivos", pode ler-se na mesma nota.

Durante a cerimónia de assinatura, Werner Hoyer, presidente do Banco Europeu de Investimento, realçou: "Empréstimos como este, que apoiam investimentos estratégicos sustentáveis e inclusivos em comunidades locais, são essenciais para que os cidadãos da União tomem conhecimento do que fazemos e compreendam o nosso apoio concreto às suas vidas e atividades".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de