Localizado o barco de pesca que estava desaparecido desde a última noite

A embarcação estava incontactável desde as 23h50 desta quarta-feira.

A embarcação de pesca que estava desaparecida desde a noite desta quarta-feira foi localizada ao final desta tarde, confirmou a TSF.

Toda a tripulação está bem de saúde e a viajar em circunstâncias normais até ao porto de Peniche, sendo que o percurso deve demorar 20 a 24 horas. O problema prende-se apenas com os sistemas de comunicação.

Humberto Jorge, da Associação de Armadores de Peniche, explicou à TSF que "a embarcação, por motivos ainda desconhecidos, ficou sem qualquer comunicação, tendo acionado o mecanismo que emitiu o sinal de emergência".

Momentos após esta confirmação, o comandante Fernando Fonseca, da Marinha Portuguesa, explicou à TSF que a embarcação foi encontrada pela aeronave C-295M, da Força Aérea Portuguesa, a 175 milhas a Oeste de Peniche.

Depois de ser detetada, a embarcação entrou em contacto com a aeronave através de "um rádio portátil, que permite comunicações a muito curta distância". A tripulação informou ainda que a avaria no sistema de comunicações está relacionada com um problema no mastro de comunicações.

Esta "não é uma situação comum", uma vez que as embarcações têm equipamentos de comunicações para que possam contactar com o exterior sem problemas.

Nesta situação, o comandante Fernando Fonseca explica que "aparentemente" o que aconteceu é que este barco tinha todas as antenas de comunicação concentradas no mesmo mastro, pelo que um problema nesse mesmo mastro impossibilitaria todas as comunicações.

Segundo apurou a TSF, a bordo da embarcação seguiam 10 pessoas, nove pescadores e um biólogo.

Alerta dado na noite de quarta-feira

De acordo com o comunicado da Marinha , os tripulantes da embarcação estavam incontactáveis desde as 23h50 desta quarta-feira.

"O alerta foi recebido no Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada, através da boia transmissora do sinal de emergência (EPIRB - Emergency Positioning-Indication Radio Beacon) da embarcação, que indicou uma posição a cerca de 310 milhas náuticas (574 km) a Oeste de Peniche", pode ler-se no comunicado.

À TSF, o porta-voz da Marinha, Fernando Fonseca, adiantava que as buscas contavam com "uma aeronave da Força Aérea Portuguesa, um C295M também na área em buscas e temos em trânsito para o local uma corveta da Marinha António Enes e o navio-patrulha Viana do Castelo."

"A informação que temos é que é uma embarcação de pesca registada na Horta e que opera a partir de Peniche", adianta Fernando Fonseca.

Fernando Fonseca dizia que, naquela fase, não era possível adiantar "se houve algum problema de embarcação ou se é meramente uma falha de comunicações ou até um erro do próprio equipamento".

LEIA O COMUNICADO NA ÍNTEGRA

"A Marinha está a coordenar as buscas por uma embarcação de pesca, que está incontactável desde as 23:50 de ontem, e se estima que tenha a bordo entre sete a nove tripulantes.

O alerta foi recebido no Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada, através da boia transmissora do sinal de emergência (EPIRB - Emergency Positioning-Indication Radio Beacon) da embarcação, que indicou uma posição a cerca de 310 milhas náuticas (574 km) a Oeste de Peniche.

Os Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa e de Ponta Delgada em articulação, tentaram estabelecer contacto telefónico, contacto via rádio e através de outros navios na área com a embarcação, mas sem sucesso até ao momento.

Estão empenhados nas buscas os navios da Marinha NRP Viana do Castelo (na imagem) e NRP António Enes, uma aeronave C-295 da Força Aérea Portuguesa e foi também solicitado à navegação na área que participasse nas buscas.

​Até ao momento, não foi localizada a embarcação ou quaisquer objetos pertencentes à mesma."

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados