Morreu militar hospitalizado após curso de Comandos

O soldado estava internado no Hospital Curry Cabral com prognóstico reservado. É a segunda vítima mortal do 127º curso de Comandos. Presidente quer ver tudo apurado até "às últimas consequências".

O ministro da Defesa já confirmou oficialmente mais esta morte e apresentou "profundas condolências" à família do militar. Azeredo Lopes diz que agora, tanto o ministério como as Forças Armadas "esperam serenamente" os resultados do inquéritos para "saber aquilo que se passou".

À espera dos resultados de um dos inquéritos em curso, Azeredo Lopes diz que agora o momento é para "pensar naquele que partiu"

00:0000:00

Marcelo Rebelo de Sousa não mostrou tanta serenidade.

Ouvido pelos jornalistas em Ponte de Lima, cidade de onde era originário o militar que hoje faleceu, Marcelo Rebelo de Sousa insiste que "será apurado tudo até às últimas consequências. O que se passou, exatamente como se passou, para se retirarem lições para o futuro".

Marcelo diz que a extinção dos Comandos "não está em causa", mas quer saber "até às últimas consequências" o que se passou

00:0000:00

O soldado Dylan da Silva morreu este sábado no hospital Curry Cabral. No mais recente boletim clínico avançado pelo Estado Maior do Exército (sexta-feira, 12:00), os militares sublinhavam que "o soldado Dylan Araújo da Silva [...] mantém comprometimento da função hepática, com prognóstico reservado".

O jovem de Ponte de Lima sofreu um golpe de calor, no passado domingo, durante o 127º curso de Comandos. Nesse dia tinha morrido um outro militar também vítima, segundo o Exército, de um golpe de calor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de