Morreu o advogado António Manuel Arnaut, filho do criador do SNS

O filho do histórico criador do Serviço Nacional de Saúde, que morreu em maio do último ano, tinha 59 anos.

António Manuel Arnaut morreu, esta quarta-feira, aos 59 anos, em Coimbra. O falecimento do advogado, que foi vítima de doença prolongada, acontece menos de um ano depois da morte do pai, António Arnaut, criador do Serviço Nacional de Saúde.

A informação foi confirmada pela Concelhia de Coimbra do Partido Socialista, numa publicação feita na sua página oficial de Facebook, onde Arnaut é descrito como "um cidadão apaixonado pela liberdade e democracia".

"O Partido Socialista está de luto com o falecimento do nosso camarada e amigo António Manuel Arnaut", lê-se na publicação. "Deixa-nos o militante presente da secção de Santa Clara, o Membro da Comissão Nacional do Partido Socialista, deixa-nos o filho, marido e pai dedicado e inspirador."

A mesma nota refere que António Manuel Arnaut era um "defensor incansável do SNS, que tanto o ajudava a lutar contra a doença prolongada e que quis preservar com a criação do Observatório da Saúde e com os repetidos apelos ao investimento no SNS e nos seus profissionais bem como numa revisão da Lei de Bases da Saúde que respeitasse o legado que seu pai nos deixou".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados