Mulher atuava em todo o País: homens eram sedados e roubados

A GNR fala em dezenas de casos e apela às vitimas para o denunciarem. A mulher já foi presente a tribunal.

O modus operandi era sempre o mesmo: em estabelecimentos de diversão noturna ou cafés, a mulher aproximava-se dos homens e aliciava-os para a prática de relações sexuais.

A seguir ia para a casa das vitimas e colocava-lhes na bebida uma substância sedante. Depois, era só efetuar o roubo.

No último, praticado em Quarteira e pelo qual foi detida já em Benavente, no distrito de Santarém, onde reside, a mulher subtraiu dinheiro e ouro.

Com 56 anos, esta mulher tem antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime praticado em Portugal e em Espanha.

Ao que a TSF apurou serão às dezenas os casos em que está envolvida por todo o País, de tal forma que a GNR de Loulé faz um apelo a quem tenha sido vitima do mesmo crime para o denunciar.

Na altura da detenção, foram ainda feitas buscas em duas habitações, na Chamusca e em Marinhais, onde a GNR encontrou quatro embalagens de medicamentos à base de benzodiazepinas (utilizadas na sedação das vitimas), 26 munições de diversos calibres, 1 telemóvel proveniente de roubo e alguns comprimidos de ectasy.

A mulher, já presente a tribunal, está sujeita à de medida de coação de apresentação 3 vezes por semana num posto policial e proibida de sair da sua área de residência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de