Mulheres portuguesas estão a consumir cada vez mais álcool

Os dados foram avançados à TSF pelo Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências e vão ser apresentados esta quinta-feira no Fórum Nacional Álcool e Saúde.

As mulheres portuguesas estão a consumir cada vez mais álcool. Além disso, o consumo entre os mais novos e na faixa etária acima dos 45 anos também está a aumentar. Os dados foram avançados à TSF pelo Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) e vão ser apresentados esta quinta-feira no Fórum Nacional Álcool e Saúde, em Loures.

O subdiretor geral do SICAD, Manuel Cardoso, considera que a alteração de padrões está relacionada com questões sociais: "Nós saímos da crise, aumentou a esperança para tudo, inclusivamente para os consumos. Por um lado, parece que entrámos em festa, e isso na cultura portuguesa está associada ao consumo de bebidas alcoólicas, por outro, a igualdade de género, a evolução civilizacional e cultural da igualdade de género também é acompanhada neste processo."

Nos últimos anos, o número de mortes devido ao consumo nocivo de álcool também aumentou. Os últimos dados oficiais são de 2016 e apontam para 2515 mortes, mais 165 do que em 2014. Desde 2014, cresceu também o número de vítimas mortais em acidentes de viação devido ao consumo alcoólico.

Manuel Cardoso salienta que "desde 2014 os dados têm vindo a subir sistematicamente e de forma significativa. Em 201, tivemos com taxa de álcool superior a 0,5 gramas 170 óbitos na estrada e, desse total, 113 tinham mais de 1,2 gramas de álcool no sangue, o que é uma barbaridade."

Questionado sobre a aparente ineficácia das campanhas de prevenção rodoviária, o subdiretor geral do SICAD admite que as campanhas devem ser repensadas e ajustadas a grupos em que o consumo é mais crítico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de