O popular e tradicional Firmino da cidade de Eça

Na Póvoa de Varzim, cidade natal de Eça de Queiroz, abundam os espaços de restauração. Um deles, a dois passos da Avenida dos Banhos, destaca-se pela cozinha tradicional e pela relação preço-qualidade.

"Sai Prá Rua" é uma proposta e um convite, na Póvoa de Varzim, para dar um salto até à marginal, onde, por estes dias, não falta animação junto à fortaleza frente à doca.

Praia nortenha muito frequentada, a Póvoa de Varzim tem como referência a Avenida dos Banhos, onde converge, no topo sul, a avenida Mouzinho de Albuquerque.

Numa perpendicular a esta artéria - rua Dr. Caetano Oliveira - e com entrada igualmente pela rua António Graça, O Firmino é um dos restaurantes mais tradicionais da cidade.

Os pratos nortenhos são o lema da casa com duas salas ligadas por um estreito corredor ladeado pela cozinha. Paredes com lambris em azulejo, à exceção de uma em pedra; decoração banal, avultando dedicatórias e recordações de tertúlias.

Chão em ladrilho e mesas cobertas com atoalhados e guardanapos igualmente em pano.

Na ementa, o peixe está, logicamente, em maioria. E não faltam, boas propostas, desde raia frita aos filetes de pescada e aos chicharros grelhados.

O bacalhau à Firmino, tipo à moda de Braga - frito, com cebolada e batata às rodelas - é outra opção, mas há muito por onde escolher: fanecas fritas, hoje pouco vistas nas ementas; polvo cozido ou grelhado; salmão e dourada.

A tradicional e famosa pescada à poveira apresentou-se a contento: fresca, plena de sabor; cozedura ideal, batatas; ovo; cenoura e feijão-verde, bem regados com azeite.

Os mesmos predicados para o cherne: boa matéria-prima, postas bem grelhadas e acompanhamento idêntico, uma repetição a traduzir-se, por isso, em nota de menor agrado.

Nas carnes, impera alguma trivialidade, plasmada nas costeletas de vitela ou de porco; bifes e no lombo assado. Tradicionais, os rojões à moda da casa e a vitela assada.

A rainha das sobremesas é a rabanada à poveira, doce de referência, que tem como base um pão - não o tradicional cacete, mas um trigo, na gíria poveira; isto é, molete ou bijou conforme a latitude. Ovos, açúcar, pau de canela e em pó, sal são os ingredientes utilizados na elaboração desta rabanada à moda da Póvoa.

Garrafeira limitada. Serviço muito simpático neste restaurante clássico e popular, estatuto justificado pela boa relação preço-qualidade.

O FIRMINO, na Póvoa de Varzim.

Localização: Póvoa de Varzim

Telef.: 252 684 695

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de