O único barco de hidrogénio está a dar a volta ao mundo e parou em Lisboa

O Energy Observer vai passar seis anos em viagem movido apenas a energias limpas.

O primeiro barco movido a hidrogénio em todo o mundo, chegou a Lisboa. A paragem é mais uma etapa da sua Odisseia para o Futuro, uma viagem à volta do mundo durante seis anos que passa por 50 países e mais de uma centena de portos de escala.

Com 30 metros de comprimento e 13 de largura, o Energy Observer está atracado no porto de Lisboa até 30 de setembro, antes de seguir viagem para a Catalunha.

Victorien Erussard, fundador e skipper deste barco, quer provar que é possível dar a volta ao mundo com oito pessoas a bordo sem poluir.

Este barco navega apenas com recurso a energias limpas: solar, eólica e hídrica, armazenado a energia não consumida através da produção de hidrogénio.

Assim se consegue viajar com zero emissões de gases, zero produção de partículas finas e zero ruído.

Apesar de se assumir competitivo, Victorien Erussard explica que a intenção, desta vez, não é bater recordes, mas sim passar a mensagem: o hidrogénio é uma revolução.

A desvantagem é puramente financeira. O Energy Observer vale aproximadamente cerca de cinco milhões de euros, projeto de investigação financiado em 95% por entidades privadas.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados