Parques da EMEL às portas de Lisboa vão custar 50 cêntimos

O valor, considerado simbólico e com o objetivo de dissuadir os automobilistas de trazerem o carro para o centro da cidade, é revelado pelo presidente da EMEL, em entrevista ao jornal Público.

Estacionar nos parques da EMEL às portas de Lisboa, para usar os transportes públicos em direção ao centro da cidade, via custar 50 cêntimos. Luís Natal Marques, presidente da EMEL, adianta ao Público que o valor está mais ou menos consensualizado e será aplicado no primeiro dos parques chamados dissuasores, na Ameixoeira.

O parque abre em junho e terá 500 lugares. Por 50 cêntimos, vai ser possível estacionar o dia todo. Luís Natal Marques garante que já estão previstos parques de estacionamento na Pontinha, Areeiro, Pedrouços, com um total de 2500 lugares.

Além destas zonas de estacionamento por 50 cêntimos, a EMEL está a negociar preços mais baratos com empresas gestoras dos parques dos estádios da Luz e Alvalade e na Bela Vista. Estes três parques garantem quase 1400 lugares de estacionamento.

A empresa de estacionamento de Lisboa quer persuadir os condutores a deixarem o carro fora de Lisboa e a deixarem de pagar valores que podem chegar aos 16 euros por dia caso estacionamento na zona vermelha da cidade.

Luís Natal Marques diz também que a empresa de estacionamento de Lisboa está já em conversações com a Câmara Municipal de Odivelas para instalar um parque dissuasor na zona do Senhor Roubado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de