Portugal estreia-se nos Jogos Olímpicos gay

Até dia 11 de agosto, Paris recebe a décima edição dos Gay Games, uma prova equivalente aos Jogos Olímpicos, mas LGBT. O maior evento desportivo dirigido a atletas, artistas, músicos, personalidade LGBT.

A 10.ª edição dos Gay Games vai contar pela presença inédita de uma comitiva portuguesa apoiada pelo Estado Português e pelas associações Variações e Boys Just Wanna Have Fun Sports Club.

A edição conta com mais de 10.000 inscrições em 35 modalidades e promete ser uma mostra do que vão ser os Jogos Olímpicos de 2024 que Paris vai receber.

A edição terá primeira vez uma delegação portuguesa composta por 35 atletas que vão competir nas modalidades de atletismo, futebol, natação, voleibol, bem como ténis, dancesport e artes marciais.

"São equipas que vêm de 80 países. Pela primeira vez há uma delegação portuguesa que vai ter uma apresentação e festa na Câmara de Paris no próximo dia 7 com a presença do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto", descreveu Hermano Sanches Ruivo, vereador na câmara de Paris que organiza do evento.

Na cerimónia de abertura, sábado 4 de agosto, Célio Dias, o judoca português que admitiu recentemente a sua homossexualidade, vai ser o porta-estandarte do continente europeu.

"É a primeira vez e estamos na onda também dos Jogos Olímpicos de 2024. Batalhámos para também receber os Gay Games tendo em conta que a temática, o espírito dos próprios Jogos Olímpicos", afirma o vereador socialista.

Os Gay Games estão abertos a quem queira participar, independentemente da sua orientação sexual, e pretendem combater a discriminação e defender o direito de envolvimento no desporto, política e cultura independentemente da orientação sexual, género, religião, idade, origem étnica, inclinação política ou habilidade artística ou desportiva.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de