A noite em que Marcelo não tirou "selfies"

O Presidente da República andou esta noite pela cidade de Lisboa, a recolher sem-abrigo; para que não passem a noite ao frio. Marcelo conseguiu convencer duas pessoas.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, destacou hoje a atual sensibilidade para o problema dos sem-abrigo, sublinhando que há uma resposta que "era impensável" há 30 anos, mas considerou que é "preciso fazer mais".

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Pavilhão Municipal do Casal Vistoso, em Lisboa, onde a Câmara Municipal de Lisboa está a distribuir roupa e refeições aos sem-abrigo da cidade, depois de ter sido acionado a 'Fase Laranja' devido às baixas temperaturas previstas para os próximos dias.

"O que há hoje de novo é uma sensibilidade para estes problemas, há estruturas, e a Câmara, a Santa Casa da Misericórdia, a Cruz Vermelha e o voluntariado estão com essas estruturas e põe-nas ao serviço do plano de emergência. Mas é evidente que a cobertura é parcial e é sempre insuficiente", afirmou aos jornalistas.

O Presidente deslocou-se ao pavilhão ao início da noite, onde teve oportunidade de falar com alguns sem-abrigo presentes no local e perceber a forma como funciona aquela ajuda diária e ininterrupta.

"Esta reposta era impensável há 30 anos e havia sem-abrigo, porventura tantos ou mais", declarou.

Dora Pires e Pedro Ribeiro - Reportagem com Marcelo Rebelo de Sousa com os sem-abrigo

00:0000:00

Depois da visita, Marcelo Rebelo de Sousa foi com uma equipa de rua tentar convencer as pessoas sem-abrigo a utilizarem os apoios municipais nestas noites de frio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de