Proteção Civil com "tolerância zero ao uso de fogo"

Não fumar junto aos espaços florestais, não fazer queimadas e não utilizar equipamento que possa provocar algum tipo de faíscas são algumas das indicações da Proteção Civil.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil anunciou uma política de "tolerância zero ao uso de fogo" junto dos espaços florestais. A comandante nacional adjunta, Patrícia Gaspar, garantiu, esta tarde, durante uma conferência de imprensa sobre a onda de calor que vai atingir Portugal a partir de quarta-feira, que estão mobilizados e preparados todos os meios de combate a incêndios.

Patrícia Gaspar sublinhou que devido ao elevado risco de incêndio não será permitido qualquer uso de fogo e deixou vários alertas: "Não fumar junto aos espaços florestais - qualquer pequena faísca pode potenciar um grande incêndio florestal - não fazer queimadas, não utilizar equipamento que possa provocar algum tipo de faíscas ou algum tipo de ignição."

A comandante Nacional adjunta da Proteção Civil explicou que as temperaturas mais elevadas são esperadas a partir de quarta-feira, mas o nível de alerta será elevado já a partir de terça-feira, em especial no interior norte, centro e sul do país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de