Reis Magos chegam a Castro Marim

No âmbito das atividades da Eurocidade do Guadiana, os Reis Magos de Ayamonte (Espanha) visitam a vila de Castro Marim, assinalando o Dia de Reis, que se celebra na sexta-feira.

É a chamada "Cabalgata de Reyes", uma iniciativa que promove a partilha da cultura e tradições de cada um dos municípios raianos.

Não chegam em cavalos nem em dromedários. Chegam de Ayamonte e, vestidos a rigor e com os seus pajens atrás percorrem a pé as ruas do lado de cá do Rio Guadiana. É aquilo a que os espanhóis chamam a "Cabalgata dos Reyes Magos", que tem particular importância para as crianças.

Reportagem de Maria Augusta Casaca sobre a "Cabalgata de Reyes"

00:0000:00

"A tradição espanhola diz que quem se portou bem ganha doces, quem se portou mal recebe carvão", explica Filomena Cintra, vereadora da cultura da Câmara Municipal de Castro Marim.

Estes reis, que não trazem ouro, nem incenso ou mirra, mas sim rebuçados, vão deslocar-se ao lar da Santa Casa da Misericórdia e às escolas do primeiro ciclo da vila.

Se por cá, a iniciativa ainda só vai no terceiro anos e começa a dar os primeiros passos, em Espanha, tem muita tradição e particular significado."Este evento é tão representativo do lado de lá que anualmente há um concurso para selecionar os reis e os pajens". Este ano concorreram cerca de 250 pessoas.

Depois de se deslocarem a Portugal, os reis magos atravessam de barco o Rio Guadiana e vão para Ayamonte onde, aí sim, a festa vai ser bem rija por toda a cidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de