Rota da carne de porco. Portugal entrou no clube dos grandes e exporta 100M€ para a China

Negócio é considerado essencial para Portugal, que há dez anos tentava entrar no mercado chinês. Valor das exportações deve atingir os 200 milhões de euros em 2020.

Portugal vai começar a exportar carne de porco para a China, o maior importador mundial do produto.

A primeira remessa sai esta quarta-feira. Ao todo, são 10 contentores, com 270 toneladas de carne, no valor de um milhão de euros. Este ano, o negócio deverá movimentar 100 milhões de euros e deverá duplicar em 2020. Por isso, Nuno Correia, presidente do conselho de administração do Agrupamento de Produtores Agropecuários, explica que é essencial para o mercado português.

"A província de Hunan tem 73 milhões de habitantes. Estamos a falar de um mundo, de uma província com grande peso na China. Com a abertura a este mercado, abrem-se novas perspetivas para a produção portuguesa".

Até agora, Portugal só produzia 60% das suas necessidades, mas com a exportação para a China, pode atingir a autossuficiência.

A carne é produzida pela empresa portuguesa AGP Meat, que pertence ao Agrupalto - Agrupamento de Produtores Agropecuários, o maior do país.

Portugal já vende para o Japão e tem conseguido bons volumes de exportação. Outras apostas serão as Filipinas e a Coreia do Sul.

Os primeiros contentores com carne de porco saem de Reguengos de Monsaraz para o porto de Sines, com destino a Hunan esta quarta-feira. Seguem-se depois 30 dias de viagem de navio até à província chinesa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de