Dívidas do Governo aos bombeiros? Liga quer situação regularizada depressa

Segundo a Liga dos Bombeiros, o Governo está a dever cerca de 30 milhões de euros a associações e corpos de bombeiros em todo o país.

A Liga dos Bombeiros Portugueses quer que as dívidas do Ministério da Saúde às associações e corpos de bombeiros sejam regularizadas. Em declarações à TSF, o presidente da Liga, Jaime Marta Soares, lembra que, em última instância, é o serviço de socorro à população que fica comprometido.

A Liga dos Bombeiros denunciou que há associações e corpos de bombeiros à beira da rutura, devido a atrasos nos pagamentos por parte do Governo - que rondam os 30 milhões de euros.

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou, esta segunda-feira, que a prioridade do Governo é garantir que as dívidas em causa "não assumem prazos para além daquilo que seja aceitável".

"Só isso para nós não chega", responde Jaime Marta Soares, ouvido pela TSF. Afirmando acreditar na "sinceridade" do ministro, o presidente da Liga dos Bombeiros salienta que é, no entanto, necessário conferir "rapidamente as faturas".

Jaime Marta Soares descreve "situações dramáticas, por esse país fora", com associações de bombeiros a quem o Governo deve até 200 mil euros. "Os bombeiros não conseguem suportar durante mais tempo este tipo de dificuldades financeiras, que põem em causa tudo", defende.

O presidente da Liga dos Bombeiros recorda que já propôs a utilização de uma plataforma que ajude a tornar mais rápida a liquidação das faturas. "É uma ferramenta para que as coisas se simplifiquem e que todos nós saibamos, a cada momento, qual é o valor da dívida e não a deixar atingir limites tão altos", explica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de