Sociedade

Antigo diretor-geral de saúde considera um "risco" o alargamento das PPP

Ouvido pela TSF, o antigo diretor-geral de saúde diz que a ideia pode aumentar o fosso entre quem pode e quem não pode pagar pela saúde.

O antigo diretor-geral de saúde, Constantino Sakellarides, considera um risco a proposta do PSD para que os hospitais públicos tenham cada vez mais uma gestão privada.

O partido social democrata apresentou, esta quinta-feira, as linhas gerais do documento "Uma politica de saúde para Portugal" e defendeu que é preciso alargar as parcerias público privadas para que a gestão seja mais eficiente e garante a generalização do acesso.

Ouvido pela TSF, o antigo diretor-geral de saúde diz que a ideia pode aumentar o fosso entre quem pode e quem não pode pagar pela saúde.

Para o antigo diretor da Escola Nacional de Saúde Pública as parcerias público privadas podem ser vantajosas mas é preciso ter consciência de que o Serviço Nacional de Saúde não existe para fazer dinheiro.

Constantino Sakellarides estranha o silêncio do ministro da Saúde perante a proposta avançada pelo PSD.

A TSF contactou o ministério da Saúde que se recusou a comentar o assunto.

  COMENTÁRIOS