Utentes de Saúde de Sintra querem ver para crer nova unidade hospitalar

A Comissão de Utentes de Saúde de Sintra diz que plano para novo hospital fica aquém das necessidades.

A Comissão de Utentes de Saúde de Sintra defende que não basta lançar a primeira pedra; é preciso avançar com a obra e construir um hospital à medida das necessidades.

A reação surge depois do anúncio feito pelo presidente da Câmara de Sintra, em como chegou a acordo com o Governo para a construção de num novo hospital no concelho, a par de uma ampliação do Hospital de Cascais para servir mais utentes do concelho de Sintra.

Nada que deixe satisfeitos os utentes de saúde daquele que é o segundo maior concelho do Pais.

Paula Borges, porta-voz da comissão de utentes de Sintra, lembra que esta não é a primeira vez que se fala de um novo hospital e defende que o plano fica muito aquém das necessidades.

"Olhamos para isto de forma expectante. No entanto consideramos que não será uma unidade com cerca de 50 ou 60 cama que serve para as necessidades de um concelho que tem mais de 370 mil habitantes. Fica muito aquém daquilo que consideramos ser o necessário", explicou Paula Borges à TSF.

De acordo com as informações avançadas por Basílio Horta, a nova unidade hospitalar de Sintra vai custar entre 20 a 30 milhões de euros. O município avança com 6 milhões e o restante virá do Orçamento do Estado de 2018. A expectativa é que a obra esteja acabada no final desse mesmo ano.

Continuar a ler