#SNS de Negro. Iniciativa é "louvável" e pretende "salvar SNS de forma positiva"

Bastonário da Ordem dos Médicos está ao lado dos profissionais de saúde no movimento onde irão vestir de negro para mostrar o desagrado com o SNS.

No Fórum TSF, Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, reagiu ao movimento informal de clínicos que acontecerá às sextas-feiras, em que os médicos irão vestir uma peça de roupa preta ou um crachá da iniciativa #SNS in Black, ou seja, #SNS de Negro, e considera a iniciativa "louvável".

"Os profissinais de saúdem têm a imagem real de que a situação em termos daquilo que são as condições de trabalho, a pressão exagerada que existe por parte do Governo para se produzirem cada vez mais números sem as devidas condições de trabalho, sem o capital humano necessário, levam a situações que em alguns casos são dramáticas", realça o profissional de saúde.

Nesta senda, o bastonário dos médicos considera esta iniciativa "louvável", já que, em primeiro lugar, "coloca o interesse nas pessoas, é uma iniciativa a favor dos doentes e dos profissionais de saúde, uma iniciativa que pretende salvar o SNS mas de forma positiva", sendo um movimento "que tem impacto, que mostra a indignação que os profissionais de saúde têm porque não estão a ter as condições de trabalho necessárias, porque sentem que o SNS está a deslizar, mas não tem um efeito direto prejudicial para os doentes".

Tal como Ana Rita Cavaco já tinha dito no Fórum TSF, Miguel Guimarães concorda que existe um "subfinanciamento crónico do SNS". "Os governantes decidiram que a saúde dos portugueses vale 5,2% do PIB e em termos de SNS vale apenas 4,8% do PIB, quando a média dos países valoriza a saúde em cerca de 6,5% dp PIB.", explicou, acrescentando que "não é aceitável que o Governo português continue a desvalorizar a saúde das pessoas".

Recorde-se que a iniciativa é liderada pelo pneumologista Filipe Froes e que já foram feitos mais de mil crachás com o símbolo do protesto, o que antecipa uma adesão de centenas de médicos e outros profissionais de saúde.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados