Um dos maiores hospitais do Porto também ficou sem radiologistas à noite

Sindicato garante que retirada dos radiologistas do Hospital de São João foi feita às escondidas e pede explicações à administração.

Além do hospital de São José, em Lisboa , também o hospital de São João, no Porto ficou sem radiologistas à noite. A denúncia é do Sindicato Independente dos Médicos que diz à TSF que a mudança foi feita recentemente - há um ou dois meses - às escondidas.

O presidente, Jorge Roque da Cunha, adianta que só agora fazem a denúncia pública porque a suspeita demorou algum tempo a ser confirmada pela delegada sindical no hospital.

O sindicato garante que, tal como em Lisboa, estamos perante um dos mais importantes hospitais da cidade e até da região, para onde são encaminhados os casos mais graves, não fazendo sentido em situações de urgência recorrer a empresas externas que pela telemedicina avaliam os exames feitos aos doentes.

O sindicato pede explicações à administração de um dos mais importantes hospitais do Norte.

Na altura em que foi noticiado o fim dos radiologistas à noite no hospital de São José, em Lisboa, há quase um mês, a administração do centro hospitalar garantiu que o uso da telerradiologia (ou telemedicina) é comum nos hospitais nacionais e internacionais, sendo uma boa prática de recursos humanos e não afetando os doentes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de