"Constrangimentos orçamentais" levam governo a chumbar 500 novos polícias

O ministro das finanças travou o prometido concurso para a formação de 800 polícias. Mário Centeno só autoriza a entrada de 300, deixando de fora 500 que já estavam em fase de pré-formação.

O processo estava há meses na secretária do ministro das finanças e tinha de sair até 9 de setembro, data em que termina o concurso previsto pela portaria emitida pelo anterior governo, em 2014, sob pena de a polícia ter de reiniciar o processo de candidaturas.

A notícia é avançada pelo Correio da Manhã que conta que os 800 candidatos a este curso de formação fazem parte de uma bolsa formada pela PSP com concorrentes aos dois anteriores concursos. Os 500 candidatos que agora ficam de fora já tinham sido aprovados nas provas de seleção. Questionada pelo jornal, a Direção Nacional da PSP não quis comentar a decisão de Mário Centeno.

À TSF, já esta manhã, o gabinete do ministro confirma que devido a "constrangimentos orçamentais" aprovou, no início de agosto, o procedimento para formar e admitir 300 novos agentes da PSP.

O envelhecimento do efetivo da PSP tem sido motivo de preocupação por parte de vários responsáveis. Há cerca de um mês foi o próprio diretor nacional deste órgão quem alertou o primeiro-ministro de que 25% do efetivo (cerca de 5 mil elementos) vai deixar a polícia nos próximos 5 anos.

Esta semana o comandante metropolitano da PSP do Porto afirmou que o efetivo nesta cidade é inferior ao do ano 2000.

O Ministério das Finanças já confirmou o chumbo, garantiu ao Correio da Manhã que a decisão foi tomada no início do mês e que se deve a constrangimentos orçamentais.
De acordo com o portal do recrutamento da PSP, os 300 elementos selecionados para o 13º curso de formação de agentes vão ser contactados por correio eletrónico, para declararem se estão interessados. O prazo termina a 16 de agosto.

Atualmente a PSP já tem em funções 300 novos agentes, que terminaram o curso em 2015, outros 500 formandos que terminaram, o curso este ano estão a estagiar em comandos de todo o país.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de