SEF deixa argelino ir fumar e ele foge do aeroporto

Um dos argelinos que escapou do aeroporto de Lisboa no mês passado terá sido autorizado por um funcionário do SEF a sair da zona de trânsito para ir fumar. Presidente do SEF desconhece situação.

A informação é avançada pelo Diário de Notícias que cita um relato que consta de uma informação oficial do comandante da Direção de Segurança Aeroportuária da PSP.

No documento pode ler-se que o homem passou pelo controlo da fronteira, sem ser detetado, fez o percurso normal de um passageiro, passando pelo controlo da Autoridade Tributária até conseguir sair pela porta principal do aeroporto Humberto Delgado para a via pública.

O cidadão fazia escala em Lisboa e tinha como destino para Cabo Verde, conseguiu entrar ilegalmente em Portugal e não foi até ao momento encontrado. A direção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) já confirmou que foi aberto um inquérito que se encontra em curso.

Em declarações à TSF, Acácio Pereira, presidente do Sindicato do SEF diz que não tem conhecimento desta situação e garante que nunca teve conhecimento de uma situação desta natureza no aeroporto de Lisboa.

O presidente do SEF desconhece situação em particular, mas sublinha que há regras nestes casos

00:0000:00

Acácio Pereira diz que caso tenha sido dada a autorização ao argelino para ir fumar os factos devem ser apurados devidamente e sublinha que as regras são claras: só em casos de urgência é que um cidadão pode sair da zona de trânsito.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de