Nos próximas dias vai ser muito difícil ser atendido no SEF

Funcionários fazem greve de dois dias. Há anos que reclamam um estatuto que permita progredirem na carreira.

Os funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras com funções não policiais fazem esta quinta e sexta-feira uma greve que deve afetar o atendimento nos serviços, bem como nas emissões de passaportes ou de autorizações de residência.

A sindicalista explica que nestes dias vai ser muito difícil ser atendido no SEF. Os serviços deverão estar fechados

00:0000:00

À TSF, a presidente do Sindicato dos Funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras explica que os funcionários querem um estatuto que permita progredir na carreira. Manuela Niza Ribeiro explica que sem sinais de progressões na carreira, o SEF regista uma crescente fuga de funcionários, pelo que esperam uma grande adesão à greve.

Manuela Niza Ribeiro explica as consequências da falta de estatuto para estes funcionários

00:0000:00

O SEF tem cerca de 500 funcionários com funções não policiais. Se o sindicato continuar sem respostas do governo, é provável que prolongue o período de greve.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de