Sob o manto dos céus

No Porto, comemora-se a maioridade da Casa Agrícola e em Lisboa há uma pizzaria diferente que merece uma visita.

Quem conhece o Porto não se limita a frequentar as zonas da cidade que estão mais na moda. E também se sabe que o "outro" centro do Porto, a Boavista, reúne uma série de espaços que vale a pena conhecer. A Casa Agrícola não é propriamente um debutante e mantém há 18 anos as mesmas características e, sensivelmente, os mesmos atributos.

Um bar em baixo com salas distintas, uma esplanada coberta nas traseiras e outra na frente que abre no verão, um restaurante no primeiro andar e ainda uma capela - Capela de Nossa Senhora do Bom Sucesso - que ainda hoje funciona com missas e um padre que está agregado ao espaço. Mário Henrique Pereira, mais conhecido por Ni, e Vítor Fernandes tomaram conta do espaço em 2001. Abre às 8 horas da manhã, serve pequenos-almoços, almoços e jantares, além do habitual serviço de bar, com destaque para a cerveja onde existem dúzias de referências.

Ni não é um desconhecido na cidade. Abriu o emblemático Meia Cave em 1985 e, durante 25 anos, foi um dos espaços mais icónicos na Ribeira portuense quando os bares ainda eram raros na zona. Ni e Vítor apostaram num bar onde além das bebidas, a música tem um papel importante, daí a rotatividade de vários DJ, entre outros, de um coletivo conhecido por Sete Magníficos. O restaurante é tradicional e uma das especialidades é o rosbife com batata palha e esparregado.

Em boa companhia

"Uma Pizza em Companhia" tem vindo lentamente a afirmar-se como uma das pizzas mais genuínas de Lisboa, ao que parece, pela semelhança com as pizzas confecionadas pelos italianos em casa. A diferença está na massa que leva azeite e "descansa" de 12 a 24 horas que, segundo Micaele Magno, conhecido por Mino, fica mais leve e crocante.

A casa data de 1923 e Mino decidiu deixar quase tudo como estava. Um estilo "antiga Lisboa" que o italiano da cidade de Andria, com 35 anos, fez questão de manter. Vive em Lisboa há sete anos com a mulher Mariana e os seus dois filhos, mas a pizzaria foi a sua quarta ocupação. Começou num call center e, depois, juntamente com um amigo, formaram uma mini empresa que se dedicava a ir a casa das pessoas para cozinhar pizzas. Antes do restaurante abriu uma associação cultural: Arte Casa.

"Uma pizza em companhia" é uma casa feita à medida de Mino e que se baseia no "no stress" e boas pizzas e baratas. Mais recentemente começou a ter Focaccia, Caprese, Panzeroto (tipo calzone), Parmigiana (tipo lasanha) e uma receita antiga de Tiramisu. O vinho biológico do Dão e a cerveja Estrela Galicia completam o menu.

Augusto Freitas de Sousa (boavida@tsf.pt)

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de