Com aumentos salariais de 2,9%, foi aprovado novo acordo laboral da Autoeuropa

Votação a favor da aprovação do documento foi de 72,8%.

Os trabalhadores da Autoeuropa aprovaram hoje o novo acordo laboral, que prevê aumentos salariais de 2,9% e o pagamento do trabalho aos domingos a 100%, com 72,8% de votos favoráveis e 25,9% votos contra, anunciou a Comissão de Trabalhadores.

"Estou muito satisfeito pela participação dos trabalhadores no referendo, a maior de sempre (82,6%), e pela aprovação do acordo por 72,8% dos trabalhadores", disse à agência Lusa o coordenador da Comissão de Trabalhadores da fábrica de automóveis da Volkswagen, em Palmela, no distrito de Setúbal.

Em declarações à TSF, Fausto Dionísio, coordenador da Comissão de Trabalhadores, considera que este acordo representa "um período de paz laboral". Ao olhar para o futuro, o coordenador tem esperança de que este acordo permita à Autoeuropa fazer "grandes lançamentos, caso a Volkswagen esteja interessada em produzir em larga escala em Portugal."

Quanto ao tema dos turnos, que os trabalhadores contestavam por, segundo os próprios, não lhes permitir terem vida familiar, o coordenador diz que se "adaptaram".

"Não somos só nós que temos este problema", começou por notar antes de acrescentar que "o Governo não deu grande ajuda nisto, na realidade tem sido os trabalhadores e os familiares que se têm adaptado."

O acordo laboral garante, também, a integração nos quadros da empresa de 300 trabalhadores contratados a prazo até julho do próximo ano.

Para além do pagamento do trabalho ao domingo a 100%, que era uma das principais reivindicações dos funcionários da Autoeuropa, o novo acordo laboral contempla uma atualização salarial de 2,9% em cada um dos próximos dois anos, com um aumento mínimo de 25 euros para cada trabalhador.

Em nota de imprensa, a que a agência Lusa teve acesso, a administração da Autoeuropa também já se congratulou com a aprovação do novo acordo laboral.

"Os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa aprovaram hoje o acordo laboral para o período de 01 de janeiro de 2019 a 31 de dezembro de 2020", refere o comunicado, salientando que, "num universo de 5.854 colaboradores, 72,8% aceitaram as condições previamente acordadas entre a Comissão de Trabalhadores e a administração da empresa".

Para a administração da Autoeuropa, "este acordo representa um marco importante na consolidação do crescimento da fábrica" e reconhece "o desempenho de toda a equipa no processo de transformação da Volkswagen Autoeuropa para uma unidade de grande volume de produção".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de