Um "barril de pólvora" em Monsanto?

Associações acusam autarquia de Lisboa de negligenciar limpeza da floresta. Câmara garante que falhas são pontuais e estarão todas resolvidas até ao fim de maio.

Os ambientalistas da Quercus e a Associação de Promoção ao Investimento Florestal (Acréscimo) garantem que o Parque Florestal de Monsanto é um verdadeiro "barril de pólvora".

As duas associações e os dois presidentes que são, também, engenheiros florestais, acusam a Câmara de Lisboa de ter a mata mal limpa, com zonas onde os materiais combustíveis típicos de uma floresta não são geridos há vários anos.

As duas associações admitem que há partes do Parque Florestal com 900 hectares que até estão bem geridas para evitar o fogo, mas há outras que não, o que coloca tudo o resto em causa: "Podemos ter aqui um novo Pinhal de Leiria", acusa João Branco, o presidente da Quercus.

A reportagem da TSF com as duas associações encontrou algumas zonas com arbustos e silvas quase do tamanho de árvores: material combustível em caso de incêndio que segundo os peritos não é limpo há vários anos. No entanto, a autarquia garante que estamos perante situações pontuais, sendo que pelo menos um deles estará num terreno do Estado central.

O vereador do ambiente, estrutura verde, clima e energia da câmara de Lisboa recusa as críticas da associação florestal e da associação ambientalista.

José Sá Fernandes garante que algumas das zonas vistas pela TSF não pertencem à autarquia, mas sim ao Estado central. No entanto, mesmo nessas o município vai limpar.

José Sá Fernandes conta que já fez uma apresentação pública a explicar o que vão limpar até ao fim de maio em Monsanto, prometendo que tudo estará feito até lá.

O vereador garante não vale a pena ninguém se preocupar com o Parque Florestal de Lisboa que tem um plano de gestão florestal, um plano contra incêndios e é, garante a autarquia, a única floresta urbana, na Europa, certificada internacionalmente.

(Imagem vídeo: Filipe Amorim)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de