Adolfo Mesquita Nunes

E se o vírus voltar?

O isolamento social foi a necessária resposta para garantirmos, tanto quanto possível, a capacidade dos nossos sistemas de saúde enfrentarem a pandemia e o pico de afluência hospitalar que esta gera. Uns mais preparados do que outros, uns com mais meios do que outros, o que é certo que a esmagadora maioria dos países optou por essa estratégia assim que confrontados com a chegada do vírus aos seus países. Poderíamos todos ter agido mais cedo, não há dúvida. Mas está por provar que essa prevenção pudesse livrar-nos da estratégia do isolamento social, que politicamente se tornou aliás inevitável à medida que sucessivamente adoptada pelos restantes países.