As livrarias

As livrarias

Ao longo dos últimos dias, percorri várias cidades do norte. Vagueei pelas ruas mais centrais, sentei-me em esplanadas, reentrei em restaurantes que há muito não visitava. Em todas as cidades por onde fui passando entrei em livrarias, mitigando a fome nunca saciada. Nos alfarrabistas da rua das Flores, no Porto, na Centésima Página, em Braga, na Traga-Mundos, em Vila Real, ou na livraria do Espaço Miguel Torga em São Martinho de Anta, reencontrei o perfume tão irresistível como aquele outro que me faz entrar em igrejas vazias.