"Estou num tal momento de espanto e de revolta que não consigo pintar nada"

"Estou num tal momento de espanto e de revolta que não consigo pintar nada"

A segunda mulher a quem a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro atribui o doutoramento honoris causa, depois da escritora Agustina Bessa-Luís, fala de "uma enorme honra" e do reconhecimento "pela forma como eu vivo no mundo como mulher e pela obra que tenho feito como artista". Não tem pintado, mas sabe que a arte sobreviverá sempre "à barbárie dos tiranos" e, quando passar a revolta e o espanto, Graça Morais voltará a debruçar-se sobre a tela para deixar o seu testemunho "de liberdade e de resistência."