"As cabeças das pessoas conservadoras ou mentes abertas têm diferentes assinaturas psicológicas"

Pelo conservadorismo ou pelo impulso? "Os extremistas têm um desempenho pior nas tarefas mais complexas"

Um estudo da Universidade de Cambridge revela que "os extremistas têm um desempenho pior em tarefas mais complexas". Alguns demonstram cautela, associada ao conservadorismo. Outros são impulsivos, mas também falham. Em entrevista à TSF, Leor Zmigrod garante que, seja como for, "a conclusão é de que [pessoas mais radicais] falham mais nas tarefas mais difíceis e têm mais dificuldades em controlar as suas emoções".