Jerónimo de Sousa

"O povo português na sua esmagadora maioria não é racista"

Há 16 anos como secretário-geral do Partido Comunista Português, continua sem abrir o jogo sobre a sua continuidade, apesar de reafirmar que se sente bem de saúde. Em entrevista à TSF, Jerónimo de Sousa admite viabilizar o Orçamento Suplementar na generalidade, mas não se compromete com a votação final. E aborda ainda a notícia da semana, de que o Novo Banco pode vir a exigir mais dinheiro ao Estado, ainda este ano, por causa da pandemia do novo coronavírus.