A cozinha típica da Síria pela mão de um casal de refugiados

Uma simples participação num festival cultural organizado pela Câmara Municipal de Lisboa mudou as suas vidas. Cozinhar era um passatempo para este casal de engenheiros informáticos e refugiados sírios a viver em Portugal há quase dois anos. «Decidimos levar 100 doses e testar as reações, durante o festival», frisa Alan Ghunim. Esgotaram em meia hora. No dia seguinte, venderam 500 doses. Quando o festival terminou, foram mil. A receita para o sucesso pode provar-se a preços acessíveis em Moscavide, no novo Tayybeh, o restaurante com cozinha típica da Síria que Ghunim acaba de abrir com a mulher, Ramia. Ela comanda […]