Anselmo Crespo

Antes de reformar o País, o PSD tem de se reformar a si próprio

Quem quiser compreender melhor porque é que as pessoas estão cada vez mais afastadas dos partidos políticos ditos tradicionais, é vir a um congresso partidário. Não é assistir pela televisão, não é acompanhar pela rádio, nem ler as notícias que vão sendo publicadas pela imprensa e que dão apenas o "sumo" de uma reunião que, de magna, tem cada vez menos. É ser a "mosca" na sala onde estão reunidos os delegados e perceber o que os move. Como se movem.