Os três pecados capitais do sistema fiscal em Portugal: "Penaliza o sucesso, é muito caro e complexo"

Sistema fiscal em Portugal "penaliza o sucesso, é muito caro e complexo"

Pedro Ginjeira do Nascimento é secretário-geral da Associação Business Roundtable Portugal (ABRP) há pouco mais de um ano. Esteve na Vodafone em Londres e Lisboa, tendo antes disso e ao longo de sete anos trabalhado para três governos, no Ministério das Finanças e no gabinete do primeiro-ministro, tendo exercido funções durante a crise financeira e o período de assistência externa a Portugal. Foi empreendedor e trabalhou em empresas de internet e startups. Iniciou a carreira em consultoria estratégica e licenciou-se em Economia pela Universidade Nova de Lisboa.

Nelson de Souza, ministro do Planeamento

"Não admitimos perder nem 1 cêntimo do PT2020 e já executámos metade do planeado para 2021"

Profissional das finanças com experiência no associativismo empresarial na AIP, nas agências e programas de Estado ligados indústria, como o IAPMEI e o PEDIP, Nelson de Souza é ministro do Planeamento há dois anos. E com a pandemia tornou-se "guardador-mor" de mais de 16 mil milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), além de ter a seu cargo os 24 mil milhões que aí vêm do Portugal 2030 (PT2030).