Vida

Homenagem a Manuel António Pina, "poeta e jornalista"

Se fosse vivo, Manuel António Pina faria hoje 71 anos. Para assinalar a data , o grupo de Amigos à Espera do Pina divulgou publicamente o local onde está sepultado o escritor e organizou três iniciativas para celebrar o seu nascimento.

A cerimónia a António Pina juntou, esta manhã, no cemitério de Agramonte, no Porto, uma dezena de pessoas. Entre elas estava a filha do escritor, Sara, o irmão , João Pina e Germano Silva, historiador. A curta cerimónia serviu para a família divulgar publicamente, dois anos após a sua morte, o local onde o poeta está sepultado assim como assinalar o seu aniversário.

PUB

Pina , se fosse vivo, faria hoje 71 anos e por isso este grupo de amigos decidiu descerrar uma lápide da autoria do arquiteto Guilherme Castro na qual se vê uma caricatura de perfil do jornalista, a sua assinatura e a frase "poeta e jornalista".

João Pina e Germano Silva recordaram e partilharam, em curtas intervenções, alguns dos momentos que viveram com António Pina.

Para além desta cerimónia, à tarde, na Alfândega do Porto será inaugurada uma exposição com rascunhos e objetos do poeta (ligados à sua atividade literária). À noite , pelas 21.30, na Biblioteca Almeida Garrett, nos jardins do Palácio de Cristal, serão lidos poemas da autoria de António Pina.