Ícone do cinema de terror Wes Craven morreu aos 76 anos

Wes Craven, diretor de filmes de terror icónicos como as séries "Scream" ou "Pesadelo em Elm Street", morreu no domingo aos 76 anos, informou a família.

Freddy Krueger, o homem queimado, com longas garras afiadas em vez de dedos, apanhava os jovens no sono. Foi o terror de muitas gerações.

Wes Craven, cuja personagem Freddie Krueger aterrorizou gerações de espetadores de cinema em todo o mundo, travava uma luta com um tumor no cérebro.

O filme projectou a carreira de Wes Craven, que começou por ser professor de inglês, antes de se dedicar ao cinema.

O realizador norte-americano confessou que nos primeiro filmes foram feitos sob pseudónimo, alguns cabiam na categoria de hard-core, mereciam mesmo a bolinha vermelha no canto superior direito.

Foi o pesadelo em Elm street que tornou famoso Wes Craven. O filme custou menos de 2 milhões de dólares, mas arrecadou mais de 25 milhões, dando origem a uma sequela com 8 fitas.

O pesadelo de Elm Street chegou a passar no Fantasporto, no final dos anos 80. Wes Craven dedicou-se de resto, aos filmes fantásticos e de terror. Ainda realizou Scream, recebendo vários prémios em festivais de todo o mundo.

Nos últimos 3 anos, já com a saúde debilitada, continuou a trabalhar em televisão e num novo filme, A rapariga nas fotografias, que deve estrear em Toronto, no próximo mês.

Este domingo, chegou o sono eterno de Wes Craven. Tinha 76 anos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de