Literatura

Morreu Gerrit Komrij, escritor holandês que vivia em Portugal

O tradutor Fernando Venâncio destacou a forte ligação a Portugal deste escritor holandês que vivia desde os anos 80 numa aldeia do concelho de Oliveira do Hospital.

Um dos mais famosos escritores holandeses, que vivia em Portugal desde os anos 80, morreu aos 68 anos, indicou o seu tradutor para português.

Em declarações à TSF, Fernando Venâncio destacou a «relação muito próxima» de Gerrit Komrij, que vivia numa aldeia do concelho de Oliveira do Hospital, a Portugal.

«Tudo o que escreve sobre Portugal é muito interessante não só pela grande qualidade de escrita que ele punha em tudo o que escrevia, mas também pela abordagem interessada e muito amiga, mas também irónica», explicou.

Este tradutor que verteu para Portugal a poesia de Komrij explicou que foram feitos «esforços para alertar o meio literário e cultural português para a presença de uma pessoa de tanta relevância».

«O facto é que não houve um verdadeiro clique entre ele e os meios culturais portugueses. Possivelmente ele próprio não tinha muita necessidade de o fazer, mas isso não nos desculpa de não termos tentado», adiantou.

Fernando Venâncio descreveu Komrij como um «escritor conhecidíssimo e semanalmente presente nos melhores sítos da imprensa holandesa».

Em português, é possível ler o volume de poesia "Contrabando", traduzido por Fernando Venâncio, bem como o romance "Um almoço de negócios em Sintra".

  COMENTÁRIOS