Romance inacabado de Saramago chega hoje às livrarias

«Alabardas, alabardas, Espingardas, espingardas» é o último inédito mas também inacabado livro do Nobel português. A obra chega esta terça-feira às livrarias, publicado pela Porto Editora.

Tem 136 páginas e o título foi retirado de um verso do «Auto de Exortação à Guerra», de Gil Vicente.

O livro tem como protagonista o funcionário de uma fábrica de armas que vive um conflito moral decorrente de seu trabalho, uma obra que traduz uma reflexão sobre a violência e o negócio da venda de armas.

Em declarações à TSF, o editor da Porto Editora, Manuel Alberto Valente, considera que não é possível comparar este romance com outros de José Saramago, pois é o único inacabado. Ainda assim, sublinha, «esta obra inacabada vem enriquecer o património literário de Saramago. Os capítulos são perfeitamente limpos».

O editor garante que não existe mais ficção de Saramago por publicar, mas poderá haver correspondência e textos avulsos ainda inéditos. A sua publicação, no entanto, vai depender da vontade dos herdeiros.

.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de