Viagens

Associação de Agências de Viagens apoia denúncias da Deco

A Associação de Agências de Viagens considera que as férias dos portugueses ficam mais bem protegidas se recorrerem a agências vinculadas ao provedor do cliente.

Esta segunda-feira, a Deco denunciou que as agências online eDreams e Rumbo praticavam uma diferença de preços entre o que é publicitado e o que é de facto praticado.

PUB

Ouvido pela TSF, Pedro Costa Ferreira, presidente da Associação de Agências de Viagens, revelou que as diligências que a Deco tomar, na sequência desta denúncia, vão ser também uma referência para a associação.

«Acompanhamos totalmente a Deco, quer nas preocupações desta prática, quer na necessidade da existência de medidas concretas da autoridade reguladora», sublinhou.

Este responsável alertou ainda para a importância de garantias para quem viaja.

«Escolham uma agência de viagens que seja aderente do provedor do cliente porque o mundo é um sítio instável e nem todas as viagens conscientemente reservadas e marcadas correm bem», disse Pedro Costa Ferreira, acrescentando que «é fundamente que os consumidores estejam protegidos quando algo corre mal».