Cinema

Descoberto novo filme de Orson Welles conservado em vinagre (com video)

Um filme de Orson Welles nunca estreado foi descoberto num armazém em Itália. «Too Much Johnson» é o título deste filme de apenas 40 minutos e realizado para acompanhar uma peça de teatro.

«Too much Johnson» tem aproximadamente 40 minutos. É um filme mudo, a preto e branco, uma comédia sobre adultério protagonizada por Joseph Cotten,com música composta pelo futuro escritor célebre Paul Bowles.

Mas o projeto fracassou e as sequências filmadas, por exemplo uma perseguição em Manhattan, acabaram por ficar guardadas.

Até que se pensou que um incêndio na casa de Orson Welles, em Madrid, teria consumido a fita. Só que que um certo cheiro a vinagre mudou tudo.

A película foi encontrada agora numa pequena cidade italiana, Pordenone, mas estava guardada no armazém da associação Cinemazero há quase 10 anos.

«Too Much Johnson» era uma das oito fitas esquecidas numa velha caixa de madeira, que com o passar dos anos deixou de cheirar a vinagre e passou a tresandar.

Foi este intenso e insuportável cheiro que levou os responsáveis da associação a mexer nas fitas. Algumas tinham a inscrição com o nome de Orson Welles.

As peliculas foram entregues em 2008 na Universidade italiana de Gorizia para serem recuperadas. Mas o esquecimento guardou as fitas até que alguém resolveu mexer e começaram as surpresas.

A existência do filme estava bem documentada na biografia do realizador e até existiam filmagens da rodagem da película em 1938.

Três anos antes de «Citizen Kane», Orson Welles tinha 23 anos e pensou em fazer uma comédia onde aliava o cinema mudo aos palcos de teatro.

«Too Much Johnson» foi pensado para ser exibido em três partes, cada uma das partes abria os três atos da peça. A história trata de um adultério, mas nunca chegou a ser projetada para o público.

As bobines com o filme vão agora ser restauradas nos Estados Unidos, mas vão voltara Itália, onde o filme foi descoberto e vai ser exibido num festival de cinema mudo.