Vida

José Tolentino Mendonça consultor do Conselho Pontifício da Cultura

O papa Bento XVI nomeou o padre português José Tolentino Mendonça consultor do Conselho Pontifício da Cultura, divulgou o serviço de imprensa do Vaticano.

A nomeação do actual director do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura foi feita sob proposta do cardeal italiano Gianfranco Ravasi, presidente do Conselho Pontifício da Cultura, organismo do Vaticano, acrescenta uma nota da Pastoral da Cultura.

As nomeações para este conselho incluem ainda o arquitecto e engenheiro espanhol Santiago Calatrava, o compositor estoniano Arvo Pärt e o filósofo francês Jean-Luc Marion, discípulo de Jacques Derrida.

De acordo com a nota da Pastoral, José Tolentino Mendonça diz que a nomeação para consultor reconhece trabalho desta entidade em Portugal.

O poeta, autor de «Os Dias Contados« e «A Estrada Branca», também biblista, que escreveu «As estratégias do desejo: um discurso bíblico sobre a sexualidade», diz que recebeu a notícia «com alegria», na nota divulgada pela Pastoral portuguesa, uma vez que a nomeação «também é um reconhecimento por todo o trabalho que está realizado em Portugal há uma década e que vai ganhando uma expressão cada vez maior».

O director do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura disse que encara a missão com «sentido de responsabilidade» e vontade «de estar disponível e ser útil para assessorar naquilo que for necessário», ainda segundo a mesma nota.

«Se eu quiser falar com Deus», textos pastorais, «Baldios» e «De Igual para Igual» são algumas das obras de Tolentino Mendonça, reunidas na coletânea «A Noite abre os meus Olhos».