Óbito

Manuel Coelho dos Santos deixa pronto um livro de memórias

Foi a enterrar, esta sexta-feira, o único sobrevivente do grupo de activistas democratas do Porto que em 1958 convidou o general Humberto delgado a candidatar-se à Presidência da República. Manuel Coelho dos Santos, advogado, escritor e oposicionista do Estado Novo morreu ontem aos 84 anos. A TSF recorda uma entrevista a Manuel Coelho dos Santos.

Foi na oposição que se candidatou por duas vezes à antiga Assembleia Nacional, acabaria por ser deputado, mas já no período democrático e depois de ter sido um dos fundadores da Associação Socialista Portuguesa que viria a dar origem ao PS.

PUB

O advogado resistente da ditadura deixou pronto um livro de memórias com o título "Quando o Porto tinha voz".