Morreu o almirante Vítor Crespo, militar de Abril

Morreu esta quarta-feira o Almirante Vítor Crespo. Foi um dos artífices do 25 de Abril e integrou depois o Conselho da Revolução e os governos provisórios.

Nascido em Porto de Mós, em 21 de março de 1932, Vitor Crespo foi um Militar de Abril, um dos principais dirigentes da Marinha no Movimento das Forças Armadas, integrando a equipa do Posto de Comando da Pontinha, nas operações militares do 25 de Abril.

Num email enviado aos sócios da Associação 25 de Abril, Vasco Lourenço traça o percurso do almirante. Membro da Comissão Coordenadora do Movimento das Forças Armadas, fez parte do primeiro Conselho de Estado, após o 25 de Abril. Daí saiu para assumir o cargo de Alto-Comissário de Moçambique, lugar onde se manteria até à independência.

Regressado a Portugal, mantém-se no Conselho da Revolução, onde estava desde a criação deste Órgão de Soberania, sendo o único dos membros da Armada a integrar os primeiros subscritores do Documento dos Nove. Sai do Conselho da Revolução, na Assembleia do MFA em Tancos, voltando a integrar esse Órgão de Soberania depois do 25 de Novembro, onde se mantém até à sua extinção em outubro de 1982.

Entretanto, como ministro da Cooperação, integra o VI Governo Provisório durante toda a vigência deste. Após a extinção do Conselho da Revolução, volta à Armada, onde assume o cargo de Diretor do Serviço de Justiça.

No que se refere à Associação 25 de Abril, Vitor Crespo foi desde o início um dos seus principais animadores e militantes, sendo o sócio fundador nº 2. Foi Presidente da Mesa da Assembleia Geral e atualmente era o Presidente do Conselho da Presidência da A25A.

O corpo de Vitor Crespo irá para a Basílica da Estrela dia 18 de dezembro, às 17.00. Na sexta feira, dia 19 de Dezembro, às 12:00, realiza-se uma cerimónia de homenagem, partindo o funeral, às 13:00, para o cemitério do Alto de S. João.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de