Lisboa

Velha cabine telefónica vai ser transformada em mini-biblioteca

Esta pequena biblioteca livre será inaugurada a 23 de abril na Praça de Londres, em Lisboa, e permite ao leitor levar um livro sem ter prazo para o entregar. Contudo, há sempre a obrigação de ter de deixar outro.

Uma velha cabine telefónica com livros vai ser instalada na Praça de Londres, em Lisboa, uma iniciativa do movimento de comerciantes da zona com o apoio da Fundação Portugal Telecom.

A mini-biblioteca, que será inaugurada no Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor a 23 de abril, tem como objetivo estimular a leitura.

«É uma biblioteca livre, onde vão estar cerca de 50 ou 60 livros. A pessoa levanta um livro, escreve o seu nome num papel e tem de deixar outro. Não tem prazo, não condições e ninguém que o aborreça», explicou um dos promotores desta iniciativa.

Em declarações à TSF, Carlos Moura Carvalho adiantou que, apesar de não existirem prazos, «confia que as pessoas devolvam o livro ao fim de algum tempo».

«É um princípio, é uma forma de aproximar. É um sentido de responsabilidade, assente na confiança no sentido cívico, que podemos partilhar com outros e transformar numa biblioteca comunitária», acrescentou.

Carlos Moura Carvalho explicou ainda as prateleiras inferiores da cabine telefónica serão preenchidas com livros para os mais novos e que a porta vai estar fechada durante a noite, mas aberta durante todo o dia.