Leão Cecil homenageado no Empire State Building

Uma fotografia gigante do leão do Zimbabué esteve a ser projetada no sábado na fachada do arranha-ceús, em Nova Iorque, num espetáculo sobre animais em vias de extinção.

"Projetar a Mudança no Empire State Building" é o nome da iniciativa criada para aumentar a consciência sobre a situação dos animais em vias de extinção.

Uma imagem do leão Cecil, cuja morte provocou indignação internacional, esteve em destaque entre os animais cujas fotos cobriram 33 andares da fachada de um dos edifícios mais famosos do mundo.

O vídeo, com a duração de oito minutos e que passava as imagens em looping, podia ser visto de muito longe e, na noite de sábado, encontravam-se muitos nova-iorquinos a tirar fotografias mesmo estando a 20 quarteirões de distância.

O projeto foi idealizado por Louie Psihoyos, fundador da Oceanic Preservation Society e diretor premiado documentário "The Cove", que retrata a indústria de caça dos golfinhos no Japão e venceu um Óscar em 2009.

Já em 2011, a parte superior do icónico edifício nova-iorquino foi iluminada de vermelho para simbolizar o sangue do abate retratado em "The Cove".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de