Grândola

Grândola cria Observatório da Canção de Protesto

O Observatório da Canção de Protesto, dedicado à investigação e divulgação deste género musical, foi hoje criado em Grândola, distrito de Setúbal, para manter vivo o legado de José Afonso e de todos os músicos de intervenção.

O projeto resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Grândola, a Associação José Afonso (AJA), os institutos de História Contemporânea e de Etnomusicologia, ambos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e a Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense (SMFOG), que hoje formalizaram o acordo de constituição.

PUB

Numa primeira fase, que poderá durar até dois anos, o trabalho do Observatório da Canção de Protesto (OCP) vai centrar-se no estudo, na investigação, na recolha e na compilação de informação acerca da música de intervenção e de protesto, com especial destaque para a forma musical canção.

O resultado desse trabalho será disponibilizado num site na Internet, que ainda não foi criado. O trabalho do observatório também vai contemplar a organização de alguns eventos, como colóquios, seminários e, possivelmente, um festival de música.