Liga

Boavista falha presença na Taça UEFA

O Boavista falhou este sábado a presença na Taça UEFA, graças à conjugação do empate 1-1 com o FC Porto e à igualdade registada em Setúbal, onde o Nacional foi premiado com o lugar europeu na última jornada da Liga de futebol.

No Estádio do Bessa, tal como lhes competia, os "axadrezados" entraram de olhos postos na baliza defendida por Vítor Baía e, apostando num futebol de ataque, desenvolvido pelas alas, João Pinto poderia ter aberto o activo aos cinco minutos.

Dez minutos volvidos e mais uma excelente oportunidade para os homens da casa, agora com um remate de Zé Manuel aliviado pela defensiva forasteira.

No entanto, o golo acabou por surgir na baliza contrária, na primeira investida do FC Porto junto da baliza do Boavista, graças a um potente remate em arco do argentino Lisandro Lopez que só parou no fundo das redes de William, aos 21 minutos.

A partir daqui, a equipa da casa começou a sentir muitas dificuldades em explorar o contra-ataque. Acusando em demasia o golo sofrido, só através de longos cruzamentos para a área procuravam causar perigo, já que a consistência defensiva dos visitantes assim o obrigava.

No segundo tempo, o treinador Carlos Brito resolveu refrescar a linha ofensiva, fazendo entrar Hugo Monteiro e Oravec para os lugares de Zé Manuel e Fary, respectivamente.

O treinador Carlos Brito resolveu refrescar a linha ofensiva, fazendo entrar Hugo Monteiro e Oravec para os lugares de Zé Manuel e Fary, respectivamente.

A chama do "Dragão" começou entretanto a esfumar-se e, aos 72 minutos, o extremo Paulo Jorge ainda conseguiu o empate. A Europa, porém, já não estava em pensamento.

Sob a arbitragem de Pedro Henriques, de Lisboa, as equipas jogaram do seguinte modo:

Boavista: William, Manuel José, Ricardo Silva, Cissé, Areias, Tiago, Lucas (Diogo Valente, 87), João Pinto, Paulo Jorge, Zé Manuel (Hugo Monteiro, 56) e Fary (Oravec, 59).

Suplentes: Khadim, Paulo Sousa, Diogo Valente, Oravec. Cadu, Hugo Monteiro e Hélder Rosário.

FC Porto: Vítor Baía, Sonkaya, Ricardo Costa, Bruno Alves, Marek Cech, Ibson, Anderson (Jorginho, 71), Lisandro Lopez (Hélder Barbosa, 46), Alan, Ivanildo (Sokota, 77) e Hugo Almeida.

Suplentes: Paulo Ribeiro, Jorginho, Sokota, Bruno Gama, Hélder Barbosa, Nuno Coelho e João Pedro.

Acção disciplinar: cartão amarelo para Hélder Barbosa (65 e 89) e Ricardo Silva (66). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para

Hélder Barbosa (89).