O mais antigo festival de poesia do país está de regresso a Foz Côa

Manuel Alegre, Eduardo Lourenço, Guilherme D´Oliveira Martins, Arnaldo Saraiva, são alguns dos autores presentes no Festival de Poesia e Música de Vila Nova de Foz Côa.

"A particularidade deste projeto é que se realiza no interior do país e ter sido indicado em 1984, numa altura em que não havia iniciativas ligadas à literatura ou leitura", palavras de Jorge Maximino.

O programador e cofundador do festival acrescenta que este é "um encontro diferente dos outros, é filho da democracia. Os convidados dos primeiros anos foram corajosos, aceitaram vir de Lisboa e fazer 400 km em estradas em mau estado. Pessoas como Natália Correia, Ernesto Manuel de Melo e Castro".

Um encontro que marcou a vida cultura desta região, "tem uma vertente pedagógica muito forte, o impacto no interior é grande, sobretudo juntos dos mais jovens".

Este ano, o Festival de Poesia e Música de Vila Nova de Foz Côa homenageia Manuel Alegre.

As comemorações do 25 de Abril serão realizadas através de espetáculos de poesia e música, assim como uma homenagem ao escritor e político Manuel Alegre.

O festival conta ainda com a participação de nomes como Rosa Alice Branco, Casimiro de Brito, Luís Quintais, Paulo Sucena, Rui Spranger, Daniel Rocha, Aurelino Costa, José Viale Moutinho, etc.

Do programa do festival faz também parte uma sessão com o poeta italiano Marco Fazzini, promovida em parceria com a Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda.

No dia 25 de abril, o festival acolhe a apresentação do livro "A Águia e a Água", de Mia Couto, e de "A canção do jardineiro louco, antologia coletiva de poesia para a infância".

Cinco dias de música, poesia, apresentação de livros, leituras de poemas, debates, etc. O Festival de Poesia e Música de Vila Nova de Foz Côa decorre de 23 a 27 de abril, a entrada é livre.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de