Faltam mil euros para ouvir o requiem que recorda os fogos em Portugal

É o dinheiro que falta para a conclusão da pós-produção do CD e do vídeo da obra que a checa Martina Vídenová escreveu para homenagear as florestas ardidas em Portugal. A campanha de crowdfunding "Home is the Place Where Fire Burns" prossegue na plataforma "gogetfunding.com".

"Durante a primavera vou mandar o requiem às famílias das vítimas do incêndio em Pedrógão Grande e fico nervosa. Qual será a reação deles?", questiona-se Martina Vídenová , a musicóloga checa que há cinco anos se impressionou com os fogos em Portugal e em 2017 ficou totalmente chocada com a tragédia.

Martina conta que até agora as reações têm sido bonitas. "Fico contente porque o meu projeto faz sentido para outros", afirma. O plano é lançar o CD em março no Porto, mas Martina Vídenová reconhece que o tempo escasseia. "Ainda precisamos de pelo menos mil euros para finalizar a pós-produção do CD e do vídeo, nós queremos garantir a maior qualidade possível em todos os nossos materiais."

Para este projeto, Martina Vídenová contou com elementos da Orquestra Sinfónica e do Coro da Casa da Música. Gravaram no auditório no Conservatório de Música do Porto e filmaram no meio da floresta queimada. A checa fala de um momento muito intenso para todos. "Todos os músicos são grandes profissionais e, além disso, quando tocaram esta música estavam realmente entusiasmados e envolvidos, foi uma experiência muito forte para mim."

Home Is the Place Where Fire Burns (Requiem) from Martina Vídenová on Vimeo.

"As florestas em Portugal estão a morrer, portanto escrevi um requiem que é uma missa para os mortos", sublinha a musicóloga que se estreou na composição com este Requiem à floresta portuguesa e também registou em fotografia os incêndios em Portugal. Com essas imagens, Martina quer também fazer exposições nas áreas afetadas pelos fogos e usar o requiem como banda sonora. Outro plano é fazer um concerto de homenagem às vítimas dos incêndios de Pedrógão Grande por altura da inauguração do memorial.

Para ser concretizado, o projeto que envolve 60 pessoas precisa de seis mil euros, a campanha de crowdfunding "Home is the Place Where Fire Burns" já recolheu cerca de cinco mil, faltam mil e por isso a campanha prossegue na plataforma "gogetfunding.com". Martina Vídenová agradace a todos os que ajudaram ou querem ajudar.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de